Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O meu filho dava um livro...

... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..

O meu filho dava um livro...

... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..

Machista de palmo e meio

Finalmente dei de mim. Quebrei. Tive uma branca.

 

Estava na escola do Salvador, a falar com a diretora do colégio, quando ela pede desculpa e atende o telefone.

Era um pai a reportar que o carro de alguém tinha descaído do parque e estava no meio da estrada do estacionamento do colégio.

Olhámos pela janela: o carro era meu.

 

Peguei no Salvador e saímos a correr, enquanto lhe explicava o que tinha acontecido.

 

Assim que pus o carro a trabalhar e saímos do colégio, começou a saga:

- Mãe, o que é tu num f'zeste?

- Esqueci-me de travar o carro, Salvador, e ele veio andando, devagarinho, e ficou ali no meio da estrada.

- Pois, se fosse o Salvador a não ter gravado o carro, tu ias dizer-me: Filho, tens sempre que sentar-te e gravar o carro, e eu ia dizer que num gravei e tu ias dizer que tem que ser sempre gravado....

- Travar, Salvador, travar o carro.

- Ou isso, tavar o carro. E depois ias d'zer que é muito perigoso não tavar o carro...

- Sim, eu já percebi: estás a dar uma de Mãe com a Mãe, é isso?!?!?

- Quê? Qué d'sseste?

- Nada, só que me estavas a explicar como é perigoso não travar o carro. Travar!

- Pois é, Mãe, muito mesmo!!!

- Sim, mas agora já chega.

- Mãe, como é que se trava um carro?

- Puxas este pau preto aqui em baixo com muita força para cima e depois o carro já não anda mais.

 

A conversa parou por aqui. Achava eu.

 

Uns quilómetros mais à frente, já no cruzamento da fábrica da Coca-Cola, sai-se com esta:

- 'Tás à espera do quê p'andar: tavaste o carro e ele agora não anda?

- Não, Filho, estou à espera que não venha nenhum carro para passarmos.

- Sabes, as mulheres não sabem conduzir... - diz com um tom de desprezo.

- DESCULPA!?!?!?!? De onde é que vem essa conversa!?!?!? - Passada, eu estava mesmo passada e a tentar, mal, disfarçar.

- Daqui de trás, onde eu tou sentado.

- Mas porque é que dizes isso, quem é que ouviste a dizer isso!?!?!?

- Sou eu que tou a d'zer: 'Cês fazem as coisas assim e os carrros deitam-se; depois fazem com força, e os carros deitam-se na estrada; depois quando não gravam os carros, eles andem sozinhos....

 

Nem lhe respondi: só me faltava um machista que ainda nem 4 anos fez a achar que todos os acidentes que vê em filmes e nas estradas acontecem só com mulheres