Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu filho dava um livro...

... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..

O meu filho dava um livro...

... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..

«Gorda a minha alma...»

À Mãe do Mano: Obrigada por me teres lembrado deste episódio.

Aconteceu algures entre final de Agosto e final de Outubro de 2013 e, do que a esta distância me consigo lembrar, foi mais ou menos assim:

 

- Tudo pronto para dormir?

- Sim, Mãe. 

- Muito bem, então vamos pedir ao Anjnho da Guarda para dormirmos bem: «Anjinho da...»...

- ... «Guarda / minha cupanhia / Gorda a minha alma / de noite e de dia / Ámeno».

- A alma não é gorda, Filho. É «Guarda a minha alma»...

- Não é gorda?

- Não. Outra vez: «Anjinho...»...

- ... «da guarda / minha cumpanhia /  guarda a alma / noite e dia / Ámeno»!

- «A minha alma», Filho, «a minha alma».

- A tua?

- Não, a tua. Estamos a pedir ao Anjinho da Guarda para guardar a tua alma.

- E a tua?

- E a minha também.

- Mãe... O que é uma alma?

-...

- Mãe?

- Uma alma é o que tu és, Filho.

- Sou nada, eu sou um menino.

- Pois és. Vamos lá outra vez para irmos dormir. A Mãe ajuda: «Anjinho da Guarda...» 

- Posso vê-la?

- Quem?

- A alma, Mãe, posso ver a alma?

- Não, Filho. Não conseguimos ver a nossa alma.

- Porquê? Onde é que ela está?

- Está dentro de nós.

- E eu posso vê-la?

- Não, Filho, não se consegue ver.

- E ela está onde, dentro de nós?

- Filho, não se vê... (já a desesperar)

- Mas está onde: está ao pé dos músculos?

- Não, Filho.

- Então ela está onde?

- Está... No teu corpo todo.

- Como o sangue?

- Sim, mais ou menos isso.

- Então,... Posso vê-la?

- Não se consegue ver, Filho.

- Ela está escondida?

- É mais ou menos isso...

- Não mostraste-me ela nos livros do Corpo Humano da Tia Nana e do Tio António!!! (indignado)

- Não estava lá. Lá só estava o corpo.

- E eu tenho corpo?

- Claro que sim!

- Com ossos?

- Sim.

- E tenho um coração?

- Sim.

- E sangue?

- Sim

- E alma?

- Também.

- Eu tenho uma alma??? (em tom de incredulidade)

- Claro, então não pedimos todos os dias ao Anjinho da Guarda para a guardar!?!?!?!?

- Ah... Pois é, pois é...

- E então....

- E quando eu vou ver ela?

 

(mais valia ter deixado que a Alma fosse gorda....)

 

4 comentários

Comentar post