Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Pavão

Registado pela Mamã, em 21.10.14

«O que é aquilo??», pensei de mim para mim no caixa do supermercado sábado passado.

«O que raio está o miúdo a fazer????»

 

Eu pensei em tudo, mas o que mais se assomava à minha mente era um qualquer ritual de acasalamento de uma espécie que só ele conhece, já que ele é aquele miúdo que sabes imensas coisas que ele "ensina a ele póprio"...

 

Ele levantava os braços, gritava, abanava-se, e tudo para chamar a atenção da miúda que estava a andar num daqueles carros de pôr moeda.

Mais: ela estava a olhar para ele ainda antes de ele ter percebido sequer que ela ia andar no carro à volta do qual ele estava a correr.

 

o Pai da menina - linda, por sinal, que o meu filho tem bom gosto . olhava para mim, a mascar pastilha de boca aberta completamente burgesso de todo, com meia tina de gel na cabeça e uns óculos de sol que de certeza que lá estavam implantados no meio do cabelo desde o século passado.

E pisca-me o olho, tipo: «Yah, olha lá o teu chavalo a fazer-se à minha chavala...»

 

Fiquei para morrer!!!

 

Até que descobri a espécie animal que o Salvador estava a imitar:

Pavão.jpg

 

Sim, o meu filho estava a ser um perfeito pavão!!!

 

E eu estava a ficar transtornada com a coisa, já que não tenho a mais pequena intenção de voltar a assistir à minha cria em plena tentativa de engate... 

 

Só lhe faltavam as penas, mas, na falta delas, abria e fechava os braços...

 

GOD!!!!!, é para isto que eu estou guardada ou deverei continuar a insistir com o Pai para que lhe ensine a ser mais discreto antes que eu o eduque à «gaja»?:

  • As mulheres são para respeitar e amar (de preferência como se fossem tua Mãe, para não teres vontade de andar com elas para todo o lado, inclusive para minha casa e a toda a hora);
  • Nada de ser bruto, mas meiguinho, sempre, e educado com todas as meninas;
  • Dizer sempre a verdade às meninas, principalmente quando elas querem ser tuas namoradas e tu não gostas delas para serem namoradas e sim amigas;
  • Nada de ter mais que uma namorada de cada vez;
  • Tratar as meninas como gostas que te tratem a ti, menos na parte de brincar à porrada...

Estão a ver o esquema, não estão: é transformar o pavão numa espécie de...

De quê, ajudem-me lá, porque «banana» não é uma espécie animal....

Autoria e outros dados (tags, etc)

A escolha certa

Registado pela Mamã, em 08.09.14

Estava no outro dia a pendurar fotos do Salvador quando me lembrei deste episódio ocorrido este ano no Dia da Família.

 

Estávamos na festa do colégio e havia por todo lado molduras com fotos dos alunos, que poderiam a posteriori ser adquiridas pelos pais.

Como eu ainda não conhecia todos os colegas de sala do Salvador – porque, às horas a que o deixo e vou buscar ao colégio, as crianças que lá estão são quase sempre as mesmas – fomos os dois dar uma volta para ele me dizer quem eram.

Até porque no ano 2013/2014 entraram muitas crianças da faixa etária dele.

 

À medida que ele ia identificando os novos colegas, e ia falando um pouco acerca de cada um, volta e meia saía-me um: «Ah, esta menina é mesmo bonita» ou «Que linda, nunca a vi antes!!».

Não sei se incomodado pelos meus comentários às novas amigas – ou se pela falta deles em relação às que já conheço desde o berçário – o Salvador ficou meio estranho.

 

Relembro que já vos contei que ele tem uns dilemas de vida amorosa pouco normais na idade dele.

 

- O que foi, Filho?

- Achas esta menina bonita, Mãe?

- Então não? É bem linda…

- Pronto, Mãe, podes escolher uma tu gostas… - diz ele como se me estivesse a dar um prémio de consolação.

- Escolher uma? Uma quê?

- Uma menina tu gostas, Mãe.

- Filho, eu gosto de todas as tuas amigas, mesmo que não as conheça, como acontece com as meninas que me mostraste nas fotografias.

- Mas Mãe, se tu achas esta mais bonita, podes escolher ela ou outra tu também achas bonita… - insiste.

- Todas as tuas amigas são bonitas, Filho. E não estou a perceber para que é que queres que escolha uma…

- Escolhe uma, Mãe. Uma que gostas. Ficas feliz?

- Se nem sei para que é que estou a escolher…

- Eu deixo-te escolher, Mãe.

- Isso eu já percebi, só não percebi o quê…

- Uma namorada para mim…

 

Deu-se-me um nó no cérebro.

 

- Salvador, podes dar um bocadinho de atenção à Mãe? Ouvires MESMO o que te vou dizer?

- Sim, Mãe.

- A tua namorada és tu que escolhes; tu é que escolhes de quem gostas, não é a Mãe. A Mãe só tem é que gostar da tua namorada, desde que sejas feliz…

- Eu sou feliz, Mãe, muito feliz.

- Isso é que é importante!!! - concluo mais descansada.

- Com o Pai e contigo. Queres ser minha namorada?

 

São umas atrás das outras….

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aprendam que é assim que se faz

Registado pela Mamã, em 02.07.14

Vínhamos no carro, a caminho de casa, quando ele me pede que desligue o rádio porque queria fazer-me uma pe'gunta.

 

Depois de lhe responder, aproveitei o silêncio e, impiedosamente, passei ao ataque:

 

- Salvador?

- Sim, Mãe?

- Então, perguntaste à Kika se ela queria ser tua namorada?

- Não, esqueci-me e agora liga lá o rádio que eu quero continuar a ouvir a história dos 3 porquinhos.

 

Perceberam?

É assim que se dá um «corte» radical em conversas que não interessam minimamente...

 

Este «mini me» é, definitivamente, uma versão com um grande upgrade.

Nem eu sou tão eficaz...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mãe, onde é que se encontram namoradas?

Registado pela Mamã, em 01.07.14

Assim, a seco.

 

Até me fugiu o chão.

 

- Como assim, Filho? - pergunto meio aparvalhada, já que, ainda para mais, estava a dar na televisão uma cena de dois adolescentes aos beijos.

- Onde é que se vai procurar namoradas, é isso que eu quero d'zer! - sussurra ele.

- Mas porquê essa pergunta?, tu tens namorada, Filho! - mudo eu de tom a ver se "cola" e a conversa morre aqui.

- Ai não tenho não!

- Tens sim. Então e a Mafalda?

- Aaaah - começa ele - já não somos namorados. Isso era dantes!!

- Então, mas o que é.... - ia eu lançada...

- Ela magoou a Maria Francisca: ela estava no carro amarelo, a Maria Francisca pôs lá uma perna e a Mafalda continuou a andar - explicava ele quando eu o interrompi.

- E o que é que a Maria Francisca tem a ver com o teu namoro com a Mafalda?

- Nada, Mãe, mas eu não gosto pessoas que magoam as outras pessoas - concluíu.

 

Dez segundos depois - que pareceram uma eternidade - e eu ainda olhava aparvalhada para ele.

RELEMBRO: a minha cria tem 4 ANOS!!!!

 

Recomponho-me discretamente e questiono:

- É por isso que queres saber onde é que as pessoas vão para encontrar uma namorada, Filho?

- Sim...

- Filho, as namoradas são amigas de quem gostamos mais do que de todas as outras amigas, entendes? Não vamos procurá-las; nós já as conhecemos.

- Ah.... 

- A Mãe ajuda: Quem é a menina, de todas as que conheces da escola, de que tu gostas mais?

- Da Kika - responde prontamente.

 

Cinco segundos de baralhação total: a Kika é TÃO SOMENTE - e de acordo com o próprio - a menina da sala dele que mais bate em toda a gente, por tudo e por nada, e que mais vezes está de castigo.

Pessoalmente, adoro-a, mas isso agora não vem ao caso, porque adoro todas as amiguinhas dele que conheço desde o berçário.

A questão é a incoerência da coisa...

 

- Olha lá - recomeço eu - mas tu não acabaste de dizer que a Mafalda não é tua namorada porque magoa as pessoas?

- É, ela magoou a Maria Francisca.

- E a Kika não bate em toda a gente - pergunto-lhe?

 

Nisto, o Pai apercebe-se da conversa e ponho-o a par da questão.

- Anda cá, Salvador, conta lá ao Pai que o Pai não percebeu - pede.

 

Ele sentasse ao lado do Pai e explica-lhe tudo outra vez.

 

E eu sempre a dar na mesma:

- Mas tu gostas da Kika ou não?

 

E o Pai:

- Coitadinha da Mafalda! Tens que lhe dizer!

- Ah, eu já disse-lhe que ela não era mais minha namorada, eu disse-lhe, Pai! - diz ele muito despachado.

 

E eu ainda a aparvalhar completamente:

- Mas tu queres que a Kika seja tua namorada?

- Se calhar... Não, sei.

- Mas ela é ou não é a menina que tu mais gostas?

- Sim, mas.... - olha lá a hesitação a dar cabo de mim... Mãe sofre!

- Então?!?!? - insisto.

- É que a Joana Vieira 'tá sempre a d'zer que quer ser minha namorada...

 

Busca rápida na minha memória fotográfica: quem é a Joana Vieira!?!?!?

Aaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhh, SOCORRO!!!! ISTO NÃO ME ESTÁ A ACONTECER!!!!

 

- A Joana Vieira é a Jô?

- Sim.

- E tu gostas dela?

- Sim, eu gosta de todas as minhas amigas.

- E, de todas as tuas amigas, de qual gostas mais? - repito - Com qual é que tu mais gostas de brincar? - digo eu numa tentativa desesperada de o ajudar

- Com a Kika.

- E gostavas que ela fosse tua namorada?

- Sim.

- Então tens que lhe perguntar - adoço eu o tom...

- Perguntar o quê!?!? - retruca pespineto

- Se ela quer ser tua namorada.

- E se ela me bate?

 

Desisto....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..



calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Episódios Arquivados

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D