Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Praia e piscina? Pois que não

Registado pela Mamã, em 28.07.14

O Salvador estava feliz da vida na praia com os tios.

 

Os pés pioraram e fomos com ele ao hospital: nada de praia, nada de piscina e, de preferência, nada de andar até as fissuras fecharem.

 

Estamos de férias e a tratar de mudar de casa. 

Estão a imaginar os filmes?????

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ups... Não era para se dizer....

Registado pela Mamã, em 18.07.14

Todos os dias chego às escola e pergunto ao Salvador:

- Então, Filho, como correu o dia?

E ele conta tudo: quando fica de castigo, quando não empresta os brinquedos aos amigos, quando se zanga com eles....

 

Depois, faço a mesma pergunta à educadora, ou a uma das auxiliares, para confirmar as histórias, porque ele às vezes tem uma versão muito "própria" dos eventos do dia.

 

Ontem a resposta foi «Tudo bem», o que fui verificar. Checked!!!

 

Já em casa, sentados no sofá, lembrei-me de um pormenor que a Marta me tinha contado:

- Filho, então hoje um dos amigos magoou-te???

- Pois foi, Mãe, o Dinis deu-me um arranhão e apertou-me com muita força - deu-lhe um valente beliscão, entenda-se.... - que até chorei!

- Mas o que lhe deu para te fazer isso? Fizeste-lhe alguma coisa?

- Não, Mãe! Nada!

- Pensa lá bem: Nada?

- Não!!! - diz irritado.

- O que é que aconteceu, afinal?

- Então Mãe, eu estava sentado de castigo.... - e nisto calou-se. E fixou o olhar no prato.

- Como? Não devo ter ouvido bem?

- ...

- Salvador?

-...

- Salvador, vais contar-me o que aconteceu???

- Eu estava na rua, sentado, e o Dinis veio sentar-se ao pé de mim...

- E desde quando é que vais para a rua para ficar sentado? - interrompo.

- Pronto... - rendido às evidências, continua - eu vou contar, Mãe.

- E não mintas, porque eu vou saber.

- Eu estava sentado de castigo quando o Dinis veio ao pé de mim; eu empurrei ele, porque ele não estava de castigo; ele deu-me um abolescanhãozão (lá está, um valente beliscão...) e 'pois a Marta mandou ele tratar do meu dodói, a pôr gelo nas minhas costas.

- E tu estavas de castigo, porque...???

- Porque desci o escorrega de cabeça.

- E já te tinham dito para não o fazeres, foi por isso que ficaste de castigo?

- Não, ninguém disse-me nada.

- Não??

- Não. Tooodaaa a gente sabe que não se descem escorregas de cabeça, Mãe - só faltou acrescentar o «DAAAAHHH!»...

- A sério? Eu ia jurar que toda a gente sabe que não se mente ou esconde que se esteve de castigo das mães....

- EU CONTEI!!!

- Porque como te descaíste, eu perguntei!! - refuto

- NÃO CAÍ NADA, EU 'TAVA SENTADO!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cusco sim, mas um cusco feliz

Registado pela Mamã, em 17.07.14

Entrou no polibã, virou-se e puxou-me para ele:

- Mãe - sussurrou - tenho um segredo p'a te contar...

- Conta, Filho!

- O Rúben amanhã já vai à escola! - diz, de olhos arregalados.

- Que bom, Salvador. Estás feliz?

- Sim, Mamã, muito! Eu tenho muitas saudades dele!

- É?

- Sim, ele é o meu melhor amigo e eu não vejo ele há muito tempo.

- Mas o teu melhor amigo não é o Rodrigo?

- São os dois, Mãe, são os dois. Só que eu não vejo o Ruben à tanto tempo....

- Eu sei, pequenino, eu sei... Quem é que te contou?

- Ninguém.

- Como assim, ninguém? Como é ficaste a saber?

- Ninguém contou. Eu... Eu ouvi umas conversas....

- Tu o quê?

- Ouvi umas conversas.

- De quem?

- Da Júlia. - a auxiliar da sala do Salvador - A Júlia sabe.

- A Júlia sabe o quê?

- Que o Ruben vem amanhã.

- E a conversa da Júlia era com quem?

- Com a Marina. - a Educadora do Salvador

- Filho.... A Mãe não te explicou já que é muito feio ouvir as conversas dos outros?

- Sim... Mas....

- Mas o quê, Filho? É muito feio e ponto final.

- Eu sei, Mãe, mas fiquei com atenção à conversa porque era importante para mim.

- Importante ou não, não deixa de ser feio.... A cusquice é feia; ser cusco é feio.

- Mas eu foi cusco e agora eu está feliz porque o Ruben vem!

- Sim, mas os fins não justificam os meios...

- Hã?!?!?

- Se querias saber quando é que o Ruben voltava, a Mãe perguntava à mãe do Ruben...

- P'a quê, se eu já sei?!?!?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quid Pro Quo: Eu escrevo, vocês ilustram!

Registado pela Mamã, em 17.07.14

Estou a aproveitar os meus blogs para promover as capacidades artísticas de amigos, conhecidos e desconhecidos.

 

Como? Recorrendo às suas fotos, montagens, trabalhos e desenhos para ilustrar os meus textos.

Já o fiz no «Aqui, é o que me apetece!», mais propriamente aqui e aqui e passarei a acrescentar a tag quid pro quo sempre que entre uma ilustração num texto.

 

Assim, se têm um desenho, quadro, foto ou o que quer que seja que julguem adaptar-se como ilustração a um dos meus textos, podem enviar-me o mesmo para o meu contacto smogm@sapo.pt, com a forma como querem que vos identifique (nome, nickname, nome artístico, o que quiserem), bem como o nome do post que querem ilustrar.

Também podem enviar algo que não seja da vossa autoria, desde que identifiquem quem fez ou o link de onde foram buscar a imagem.

 

Tive esta ideia quando estava a ver os trabalhos de uma grande amiga, que - diz ela.... - inspirada nesta minha nova forma de «Love Yourself, so do what you like to do», voltou ao desenho e às fotos.

 

E, assim, fez-se uma espécie de.... luz!

 

("Sun" by Suricata

 

É apenas uma forma que encontrei de vos retribuir todo o carinho e força que me têm dado neste recomeço.

E de vos fazer sentir que nos meus blogues, também pode ser o que vos apetece!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mamã Zebra

Registado pela Mamã, em 16.07.14

No fim de semana anterior ao seu aniversário, fizemos um programa a dois: fomos cortar o cabelo.

 

Ele ficou maravilhado, porque nunca me tinha visto com o cabelo tão curto.

- 'Tás linda, Mãe... - diz embasbacado.

- A sério, Filho? - pergunto tentando fingir que não estou a rebentar de orgulho pelo facto de o meu filho ser um projeto de homem que elogia as mulheres.

- Sim: Pareces uma senhora!!!

 

E o que raio é que pareceria antes de cortar o cabelo?!?!?!?

Bem, adiante...

 

Como estava numa de fazer alguma coisa diferente, no dia de aniversário dele deixei-o na escola e fui fazer madeixas.

 

Quando ele entra no refeitório do colégio, à hora do lanche, e me vê, fica a olhar estranhamente... Eu diria de forma reticente, até.

 

- O que foi, Filho?

- Tu f'zeste ao cabelo?

- Pintei.

- Assim? De riscas?

- Chamam-se madeixas e sim, parecem umas riscas.

- E porque é que f'zeste dessa cor?

- Não gostas?

- Não. Acho tinhas fazer branco.

- Branco? 

- Sim.

- Branco? - insisto.

- Sim.

- Queres explicar-me porquê branco?

- Ao menos sempre parecias uma zebra, assim nem sei o que pareces....

 

E eis a Mãe Zebra e a sua cria:

 

Ele aqui mais parece uma ovelha mémé (entretanto já foi «tosquiado»....) mas e eu, estou assim tão animalesca?

Autoria e outros dados (tags, etc)

SÓ ME APETECE BATER-LHE!!!! - The untold story

Registado pela Mamã, em 15.07.14

Confesso que estava tão furiosa quando escrevi isto, que me apetecia tudo menos contar-vos os contornos maquiavélicos desta criatura cujas aventuras tenho narrado....

Mas não posso mesmo deixar passar....

 

No dia anterior, o Pai tinha ido para a Inglaterra em serviço e estávamos os dois sozinhos em casa.

Por isso, toda a família e vizinhos telefonavam, uns atrás dos outros, para saberem se estávamos bem ou se precisávamos de alguma coisa.

 

Como o Pai não estava, e tem um «escritório» tão mais apelativo que o meu, montado no belo do sofá, resolvi que ia escrever no blog a partir do PC dele, para poder estar refasteladamente de pernas estendidas.

 

O Salvador, entretanto, tinha acabado de comer a fruta, e eu estava a meio de um texto quando o telefone tocou.

Gravei o texto nos rascunhos, verifiquei que o mesmo estava lá e levantei-me para atender o telefone, agarrando na taça da fruta para, de caminho, a ir pôr à cozinha  (não fosse ela parar atrás da televisão ou algo do género...).

 

Quando volto da cozinha...

Deparo-me com o Salvador sentado no lugar que eu estava a ocupar, de rato na mão, de sorriso imbecil nos lábios.

 

- Jesus - penso de mim para mim - faz com que ele só esteja a brincar com o rato, please!!!!

 

Despachei o telefonema, pousei o telefone e, em suspense, dirigi-me ao sofá onde o amigo continuava com a mesma postura... Apenas para descobrir que o Filho do Criador também devia estar ao telefone quando lhe dirigi a minha súplica, porque o monitor do PC não mostrava a imagem que tinha quando o larguei.

 

E eis the Untold Dialogue of this Untold Story:

 

- Salvador!!!, Salvador!!, onde é que estiveste a mexer??? - digo eu já numa onda de pré histerismo!!

- Num sei... - responde-me com cara de anjola safado.

- Não sabes como!?!?!? Estiveste a mexer no computador do Pai?

- Sim..

- No trabalho da Mãe!?!?!? - retruco já histérica...

- Hum... Acho que sim.

- Sai lá daí para eu ver o que é que fizeste!!! Já!!! - ordeno firme, mas não segura face ao cenário que me esperava.

 

Sento-me e começo, incrédula, a tentar percorrer as páginas anteriores, carregando nas setas do Back e Forward como se não houvesse amanhã. Mudei de blog, voltei ao dele, mais Back's e Forward's e... nada. Nem um dos cinco textos que tinha em rascunho para o blog dele.

Salvador killed my babies!!! AAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHH

 

- O QUE É TU FOSTE FAZER?!?!?!?!? - não vale a pena tentar mentir: aqui já estava completamente histérica...

- Num sei - responde com ar de gozão.

- NÃO SABES COMO?????? O QUE É QUE NÃO SABES????

- O qu'eu fez.... 

- APAGASTE O TRABALHO DA MÃE!!!!!

- Todo?

- SIM!!!! TU NUNCA MEXESTE NOS NOSSOS COMPUTADORES, O QUE É QUE TE DEU PARA O FAZERES AGORA?!!?!?!?

- Num sei....

 

Paro por 10 segundos para respirar e tentar pensar....

 

- Salvador - digo exteriormente mais calma e a ferver de impotência por dentro - não voltas a mexer neste ou em qualquer outro computador ou tablet cá de casa, excepto se forem teus, está bem?!?

- Sim, Mãe. 'Escupa.

- Filho, gosto muito de ti, mas não te vou desculpar. O que fizeste é muito feio e se fosse trabalho da Mãe do emprego isto ia correr muito mal para a Mamã.

- Mas num é do emprego?

- Não... - respondo, deixando-me cair exaurida no sofá...

- E vais ter de fazer tudo outra vez?

- Sim, vou....

- Então...

- Então prepara-te porque agora vais para a cama. De castigo. Percebes porquê?

- Sim... Mas eu 'tava a pensar...

- Não estavas a pensar em nada!!! - interrompo, bruta que nem uma porta, para o fazer sentir que o que fez é grave.

- 'Tava sim!! 'Tava a pensar que, tu tens de fazer tudo out'a vez e, p'a num ficares sozinha, eu fica contigo toda a noite: tu t'abalhas e eu fica a ver 'zenhos (sim, os 'zenhos substituíram os nhecos...) e a faze'-te companhia!!! - diz ele muito depressa antes que me dê a «macaca» e o interrompa outra vez.

 

- Mãe??

 

Não consigo responder. 

Estou atónita.

 

Este meu filho vai longe: tão pequenino e já com uma tão grande capacidade de fazer com que a maior asneira da vida dele reverta em seu próprio favor.

 

I'M RAISING A MONSTER!!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque é que os miúdos são todos.... Noveleiros!?!??!

Registado pela Mamã, em 14.07.14

Gostava tanto conseguir entender porque é que mesmo não gostando de novelas tenho que assistir todos os dias a, pelo menos, 3 episódios de séries diferentes. 

 

Como em qualquer canal público,  cá em casa cumprem-se horários de telenovela: temos a da manhã,  a do final da noite e a da noite, em horários pouco aconselháveis aos mais pequenos.

Mas, como não podia deixar de ser,  o protagonista é mesmo o mais pequeno da casa.

 

Tipo I - Novela Matinal:

 

- Salvador, o que queres de pequeno almoço?

- ....

- Salvador? Filho?!?

- .......

- Salvador, responde à Mãe!

- Q'era a pergunta?

- O que queres para o pequeno almoço?

- Bolachinhas com leite.... - diz ensonado.

- OK, a Mãe vai preparar e depois levanta-te para ires comer.

- Táááá beeemmmm....

 

Chega à cozinha e:

- Não quero comer!!!

- Ninguém sai de casa sem comer porque depois não tem energia para brincar, Salvador.

- M'importa! Não vou comer!!

- A Mãe vai-se despachar e, quando aqui chegar, quero ver isso tudo vazio!!!

 

Volto à cozinha e... ele está a dormir em cima da mesa!!

 

E segue-se uma daquelas cenas de faca e alguidar, onde o nosso personagem principal acaba a beber o leite e a levar as bolachas numa caixinha para as comer a caminho da escola.

 

Mãe: 1 / Salvador: 0,5 (porque acabou por não comer as bolachas quando lhe mandei!!!)

 

 

Tipo II - Novela de Final de Dia:

 

- Salvador, a Mãe vai arrumar umas coisas e quando esse desenho animado acabar vens ter comigo para tomar banho.

- Combinado, Mãe.

 

O desenho acaba e eu entro na sala.

- Salvador???

- É só ver esta coisa....

- JÁ Á MINHA FRENTE!!!!

- Credo, Mãe!!!! P'aqué esse drama todo para tomar banho????

- Eu, drama para tomar banho?

- Sim, tu Mãe!!!

- Que engraçado... Ia jurar que quem vai tomar banho... ÉS TU!!!

- Sim, e por isso, qual é o drama!?!?!?

- Não sei, diz-me tu!!!!

- Mãe?

- Sim?

- O que é drama!?!?!?

 

Mãe: 2 / Salvador: 0,5 (sim, porque com ou sem drama, o amigo toma sempre banho!)

 

 

Tipo III - Novela da Noite:

 

- Mãe?

- Sim?

- Já é de noite?

- Não.

- Como sabes?

- Já te disse que é para ires dormir?

- Não!

- Então ainda não é noite. Mas porquê tanto interesse nisso?

- Hoje é domingo?

- Não.

- E vou poder ficar a ver t'visão com o Pai?

- Não.

- Tenho qu'ir domir?

- Claro que sim, amanhã é dia de escola e ainda tens de ir lavar os dentes....

- ...

- Mas qual é o teu problema, Filho?

- Posso ver «O Beijo do Escorpião»?

- Não há.

- HÁ SIM!!!! HOJE NUM É DOMINGO!!!!!

- Se eu digo que não há é porque não há e, mesmo que houvesse, não vais ver!

- OOH, MAS PO'QUÊ???? - grita num dramalhão.

- Porque tens que te levantar cedo e os meninos não vêem telenovela.

- Vêem SIM!!!

- Não, não vêem; telenovelas é coisa para grandes!!!

- MAS EU GOSTA!!!

- Azar o teu!!!

- QUÉ VÊ O BEIJO DO ESCORPIÃO!!!!

 

Mas porquê, porquê eu: não me chega ele saber - e gostar!!! - de música pimba e ainda tenho que discutir telenovelas - que não vejo - com ele!?!?!?

 

Mãe: 2 / Salvador: 0,5 (porque mesmo não vendo a telenovela, todos os dias é o mesmo «filme»!!!)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



... e vários filmes!!! Num elenco de luxo, temos como protagonista Salvador, nascido a 28.04.2010, em cenários da vida quotidiana. Registado no nosso dia-a-dia, por isso aconselha-se alguma prudência quando imaginar as cenas descritas: são bem reais..



calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Episódios Arquivados

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D